sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Caso com o caos

Desordem. Tudo tende ao caos, que chega pela porta da frente trajando beca social.
O caos aparece quando você chama, e você chama porque ele consegue ser melhor que a monotonia.
O caos não se compara, escancara. Vem pra mexer no que tá quieto. Estabelece conexões absurdas com outros momentos no tempo e espaço. Faz você perceber o erro, e é aí que você erra.
O caos não diferencia possibilidade e necessidade. O que é necessário se torna banal, e o que é trivial se torna pilar de sustentação de uma vida inteira.
O caos não deprime. O caos definha. 
O caos não denigre. O caos regride.
O caos não reprime. O caos revida.
O caos desconhece padrões de estabilidade como elementos vitais. 
O caos abomina e ataca as certezas e incertezas mais certas e incertas.
Ele é necessário, porém nunca desejado. Imponente, astuto. Briga com os paradigmas como lobo do deserto briga com raposa amuada. Uiva, fode e come a raposa.
O caos sempre aparece porque está vivo. Vivo como ele próprio.
O caos. Ele seduz a sereia e o cavalo, os arrasta para profundezas de prazeres inigualáveis.
O caos salta aos olhos, invisível. O caos salta dos olhos em forma de líquido.
O caos come a raposa e vomita pedra. A pedra do caminho de Drummond. A pedra é a filha da bile do caos. Do caos. 

4 comentários:

anareis disse...

Querida amiga. Estou fazendo uma Campanha de doações pra ajudar os jovens rapazes que estão internados no Centro de Recuperação de Dependentes Químicos onde meu filho está interno também.Lá tem jovens que chegam só com a roupa do corpo,abandonados pela família. Eles precisam de tudo:roupas masculinas,calçados,sabonetes,toalhas,pasta de dentes,escovas de dentes,de um freezer, Roupas de cama,alimentos. O centro de recuperação sobrevive de doações,são mais de 300 homens internos.Eles merecem uma chance. Quem puder me ajudar pode doar qualquer quantia no Banco do Brasil agência 1257-2 Conta 32882-0

Rafaela Lima disse...

Curto muito seu blog e, para mim, esse foi um dos melhores posts. Muito bom mesmo. :)

Roberto Marcheley disse...

Muito bom este Blog parabéns pelo trabalho.
Visite:http://expansaodosetoro.blogspot.com

Cochise César disse...

Discordo dos elementos indesejáveis que elencou para o caos.
Prefiro o dinamismo do caos à estase da ordem e; como odeio o status quo, desejo mais o caos, que o fragiliza à ordem que o sustenta.