quinta-feira, 4 de agosto de 2011

E eu faço carinho

E eu deito na cama e eu vejo a cachorra e ela deita e eu faço carinho e eu me sinto amada e me lembro de como é me sentir amada e não sei direito em quem pensar e me pergunto se tudo que eu vivi foi real ou não e penso que não importa porque fiz tudo que tive vontade e não me arrependo e isso que vale e tudo vale na verdade e o importante é valer a pena e nem sempre tem pena e tenho pena de gente que pensa o contrário disso e tenho pena de gente que pensa o contrário de mim em muitas coisas e eu sei que isso é uma atitude ridícula e eu continuo pensando assim e eu tô ouvindo The Cure agora e eu não conheço quase nada da banda e eu até gosto e meus amigos gostam e eu deveria ouvir mais e eu só ouço as mesmas coisas e eu até gosto de ouvir coisas diferentes e eu sinceramente não sei o motivo de eu não fazer isso com mais freqüência e no final música é tudo que há de bom mesmo e às vezes sinto um efeito muito parecido com um entorpecente qualquer quando escuto música e eu gosto de entorpecente e eu gosto de música e eu gosto da minha cachorra e eu deito na cama e eu vejo a cachorra e ela deita e eu faço carinho e eu me sinto amada e me lembro de como é me sentir amada.

2 comentários:

Bruna Santana Oliveira disse...

Gostei muito. Também do jeito como foi escrito! :)

Comunidade Online disse...

Pessoal se gostam de Scoot Pilgrim jumtem-se a esta comunidade/site que é uma especie de fusão entre facebook e jogo, é um espetáculo!

http://www.erepublik.com/en/referrer/HugodePayens