terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

por Marielle Zum Bach

minha vontade de escrever, nesse momento, é superior a qualquer necessidade efêmera de dizer qualquer coisa que valha a pena ser dita.

mas, se eu quisesse dizer algo, eu diria. e admitiria toda e cada palavra como minha.



Um comentário:

Felipe Lacerda disse...

Se fosse algo assm tão fácil, eu destilaria o veneno num pote e venderia como se fosse mel.

Admitindo a fonte.