quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Fitzgerald

(SEXTA-FEIRA, 3 DE JULHO DE 2009)

Fitzgerald


Ele diminuiu a velocidade até quase parar e olhou para ela, que limpava o resto de talco do nariz.
Quando ele finalmente parou, ela se levantou e apoiou os cotovelos na janela do carro.

_ E aí?

Ela tinha aquele olhar Scarlett O'Hara. Ela tinha aquele olhar.

_ Você é a puta mais linda que eu já vi.

Ela acendeu um cigarro e baforou na cara dele.

_ E você pode pagar pela puta mais linda que já viu?

Ele piscou e abriu a porta do carro. Ela entrou, sem cerimônias.

_ Pode apagar o cigarro, por favor?

_ Não. A Jucienne não fuma, quer trocar? - e apontou para uma ruiva esquelética do outro lado da rua.

Ele ligou o som e procurou durante algum tempo uma rádio que tocasse um jazz noir para acelerar o clima.
O silêncio só foi quebrado quando Miles Davis invadiu o carro como um sabe-se-lá-o-que.

"Love for sale..."

Ela continuou:

_ ... Appretizing young love for sale... love that's fresh and still unspoiled...

Ele olhou para aqueles lábios vermelhos sussurrando a música que se não fosse tão propícia, seria crime.
Ela o olhou, erguendo uma sobrancelha e dando uma longa tragada.

_ ... Love that's only slightly soiled... love for sale...

_ Você fala inglês?

_ E o que é que você tem com isso?

"Who will buy? Who would like to sample my supply?"

_ Nada. É que...

_ Dá para ficar calado e curtir a porra da música?

_ Claro. Me desculpe.

"Who's prepared to pay the price for a trip to paradise? Love for sale..."

_ Só mais uma coisa?

_ Olha só, para velhos carentes que querem contar casos de família eu cobro o dobro. Qual é que vai ser?

_ Eu só quero te comer, gata. Mas se eu quisesse uma múmia teria ido a um museu, não acha?

"Better far than they... If you want the thrill of love I've been through the mill of love"

Eles rodaram durante algum tempo. Ao finzinho da música ela finalmente abriu a boca para algo além do cigarro:

_ Gosta de Etta James?

Ele parou o carro. Se esticou um pouco para abrir a porta e tirou duas notas de cinquenta da carteira.

_ Que isso, coroa?

_ Prefiro Fitzgerald.

E jogou as notas no colo dela.
A jovem pegou as notas e apanhou o pinheirinho, pendurado ao espelho, que exalava um aroma não tão bom assim no interior do veículo.
Foi embora.

Ela tinha aquele olhar Scarlett O'Hara. Ela tinha aquele olhar.

2 comentários:

Vinícius disse...

Ele olhou para aqueles lábios vermelhos sussurrando a música que se não fosse tão propícia, seria crime

puta texto bom menina...

ardido disse...

Prefiro Fitzgerald.. muito foda!