quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

quase metalinguístico

estou há mais ou menos duas horas com a página do blogger aberta.
sim, eu deveria escrever tudo no bloco de notas antes, evitando o erro que tanto já me aconteceu, mas escrever diretamente na página do blog me traz um sentimento mais intenso, estranho, mas eu prefiro assim.
mas isso não interessa.

a questão é que não estou conseguindo transcrever um sentimento tão finito.
sim, finito.
ainda não me arrependo de nada que fiz, thankgod.
mas acho que realmente foi a última vez. por você, com certeza será.
e nem haveria uma última caso eu não tivesse dado minhas crises de mulher moderninha desde que voltei a te procurar, após tanto tempo. não fosse isso, tudo continuaria na mesma, é claro.
mas tudo bem.
valeu a pena pois naquele tempo eu ainda tinha algum interesse na sua pessoa que tanto me fascinou há um tempo atrás. e cheguei a me render aos seus encantos e cantos durante um tempo tão mísero que não chego a contar nem dia completo.
mas a última vez foi o basta de que eu precisava.
já vi e ouvi o bastante para perceber que não sou completamente descartável.
demorou um pouco, mas hoje confio na minha casca e no meu fruto e isso me fez considerar apenas a segunda hipótese das duas plausíveis: você é um frango.
e hoje? hoje eu consigo rir de você e me questionar quem é o tolo da história:
você ou todo o sexo feminino que te idolatra.
hoje você me parece tão fraco, tão impotente. que talvez você simplesmente não tenha culhão para manter um relacionamento fixo.
isso não é sua culpa,
você só precisa superar.
uma pessoa só consegue se entregar a alguém quando está bem consigo mesma e você é um cara perturbado. sinto um pouco de pena de você.
mas eu sinceramente espero que amadureça com essa nova fase da sua vida.
não para mim, mas para o mundo. e especialmente para você.
uma mente tranquila é a chave para o que falta para você concretizar o seu sucesso, babe.

e quanto ao que eu disse,
sobre você me ter a hora em que você quisesse.
naquele momento era de todo verdade, mas hoje...
hoje não.
não mais.

:)



6 comentários:

Anônimo disse...

Acho que você mentiu sobre a pergunta no Formspring sobre você estar apaixonada ou não.

Anônimo disse...

Acho que ela tá decepcionada Sr. Anônimo. Decepcionada e consciente de que o que ela criou foi uma ilusão. Isso a faz livre para se apaixonar de novo.

Anônimo disse...

Deve ser isso, então, Sr.Anônimo II. O que nos resta é esperar um post feliz, de alguém que vive um amor bonito e tranquilo. =)

Natália Castanharo disse...

Credo, que coincidência de momentos! Mudando a pessoa a quem se destina, faço de suas palavras as minhas.

Janaína Borges Andrade disse...

Falou e disse, e nisso te apoio totalmente.vc é mt areia pro caminhaozinho lata velha dele.auhauhaua.te amo!

grazyamaral disse...

Sempre muito areia pro caminhaozinho dele mesmo! Rs Isso ai, Jana! Esse post seu me aliviou... E que fracotes não aparecam mais na sua vida! Te amo!