segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

na verdade



você realmente pensa que atingiu o nirvana quando se vê livre de certas hipocrisias que assolam mais de metade das pessoas que você conhece. na verdade você é um tolo, e isso não é nada demais.
você pensa que é legal e moderninho porque não faz mais questão de esconder seus desejos e suas vontades. na verdade você só faz isso porque sabe que depois poderá esconder seu rosto escroto por trás dos efeitos da bebida.
você sempre espera que as pessoas ficarão pensado em tudo que você fala, e que isso de alguma forma irá bagunçar os sentimentos delas. na verdade ninguém nunca presta atenção em nada que as outras pessoas falam e tudo continua na mesma merdinha de sempre.
você acha que conseguirá se aproveitar dos outros na mesma medida que aproveitam de você. na verdade você ainda é um fraco e não quer admitir isso.
você chega a acreditar que quem te conhece não esquece jamais. na verdade você é bem menos que o hino de Minas Gerais.
você não reconhece o limite entre ser uma mulher bem resolvida e ser uma cachorra. na verdade você é tudo isso ao mesmo tempo, assim como todas as outras que isso se questionam.
você fala em segunda pessoa porque é sempre mais fácil enxergar tudo pelo lado de fora. na verdade você não consegue sair dali de dentro e você se fode por causa disso.





e não, nenhum dos meus três desejos inclui uma habilidade que adquiri com as experiências que me foram proporcionadas por você.




2 comentários:

Fernando Lago disse...

Tô sem nada na cabeça pra comentar. Eu era tão inteligente anteontem...

Mas o texto tá ótimo! Parabens!

Vinicius A. Amaral disse...

Muito bom o texto!Mas eu acrescentaria mais uma frase: "A tua piscina está cheia de ratos, suas idéias não correspondem aos fatos..." ahaha
Melhor e parar aqui se não vou ter que pagar royallties aos Cazuza.