terça-feira, 7 de outubro de 2008

Feliz Aniversário

Supostamente, eles estariam fazendo anos de casamento. Não sei quantos, talvez algo entre 10 e 20, da última vez que soube, estavam fazendo 11 e, a partir daí, parei de contar.
Há quase um ano estão morando em casas separadas e ressalto o "casas" porque não sei bem ao certo há quanto tempo estão vivendo vidas separadas.
Casamento é uma coisa que nunca compreendi muito bem, especialmente o deles. Ele ama ela acima de tudo e ela ama os filhos acima de tudo. Perdoe-me, a palavra "amor" talvez não tenha sido utilizada de maneira correta, mas vá lá, digamos que fosse.
Ela quer um tempo para cuidar dos filhos, da casa e de si mesma. Ele só quer que tudo volte a ser como era antes e não entende que jamais se entra no mesmo rio mais de uma vez. As águas passam, as coisas mudam e as pessoas crescem.
Já não existia pai desde que ele sentiu que podia perder a esposa e voltou à ela toda sua atenção. E o costume tomou conta, nada mais pode ser feito para mudar isso. Os filhos já não sentem mais sua falta e, quem sabe agora que acha que os está perdendo, não tente reverte a situação. Mas já é tarde demais, os perdeu assim como perdeu a esposa.

Nenhum comentário: